quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Resenha de "O casamento"

Autor: Nicholas Sparks


Editora: Aqueiro
















Sinopse: Advogado de sucesso, Wilson Lewis sempre se esforçou para que a família vivesse confortavelmente, mas talvez tenha dedicado tempo demais ao trabalho e de menos às pessoas mais importantes de sua vida. Depois de 30 anos casado e com a filha mais velha prestes a fazer os próprios votos matrimoniais, ele é forçado a encarar uma verdade dolorosa: já não há paixão em seu casamento - e a culpa é dele. Wilson e sua esposa Jane se afastam cada dia mais e ele questiona se a mulher ainda o ama. Uma coisa é certa: seu amor por Jane só aumentou ao longo dos anos e ele está disposto a fazer o possível para reconquistá-la. Inspirado pela maravilhosa história de amor dos sogros, Noah e Allie (de Diário de uma Paixão), ele promete a si mesmo que encontrará uma forma de levar o romantismo de volta à sua vida conjugal e fazer a esposa apaixonar-se por ele novamente.

Minha trilha para O Casamento

O casamento, é um dos livros do meu querido autor Nicholas Sparks e pode-se dizer que é uma continuação de Diário de uma paixão, porém, como eu infelizmente ainda não li (comprei hoje), comecei lendo essa obra que ganhei da Editora Arqueiro.

Desde que assisti "Um amor para recordar", esse se tornou o filme mais lindo, perfeito e que mais me faz chorar em todo o mundo, então, em uma das 454756753 vezes que estava assistindo, vi que era baseado em uma obra do autor Nicholas Sparks e foi então que procurei no google informações sobre ele e qual não foi a minha surpresa ao ver que outros filmes que eu tanto amava também eram baseados em obras dele?!

Mas mesmo assim, nunca tinha lido um livro de sua autoria, até que ganhei da Editora Arqueiro o KIT lindo com marcadores, bottom, sacolinha, um convite de casamento me convidando para ler a obra e um bem casado que estava uma delícia (a propósito, Editora Arqueiro, parabéns pela ideia do KIT, me surpreendeu muito):


Não vou mentir, no começo achei que ia me decepcionar, pois não inicia com todo aquele romance e palavras lindas e amores impossíveis, mas continuei e acabei devorando o livro embora eu tenha sentido falta de algumas coisinhas, como por exemplo, Wilson se diz um homem não romântico e está perdendo sua esposa por isso, então deveria ter umas partezinhas de suas atitudes que fizeram sua mulher se distanciar, porque como no livro ele está a reconquistando, eu em momento algum deixei de gostar dele. 

Uma das coisas que mais achei interessantes, além de todo o romance, foi o jeito como o Noah (de Diário de uma paixão) é um completo TROLL, me peguei rindo inúmeras vezes com suas histórias ou com o jeito que ele, mesmo velhinho, prega peças em sua família. 

E eu, como sou uma pessoa sem tempo, li o livro dentro do ônibus, então coitado do passageiro ao meu lado quando fui chegando no final e comecei a chorar em pleno caminho para o trabalho. (kkkkk)

Recomendo que todos leiam "O casamento" e preparem os lencinhos, porque vocês irão precisar.

Trechos marcantes
(todo copiado do livro = cheinho de spoilers)

Prólogo [p. 9]
Meu nome é Wilson Lewis, e esta é a história de uma festa de casamento. E também a história do meu casamento, mas, apesar dos 30 anos que Jane e eu já passamos juntos, acho que eu deveria começar admitindo que há quem saiba muito mais sobre o assunto do que eu. Não sou capaz de dar nenhum conselho a respeito disso. Ao longo dessas três décadas, já fui egoísta, teimoso e burro feito uma porta, e admitir isso dói muito.No entanto, ao olhar para trás, penso que, se fiz algo certo na vida, foi amar minha mulher até hoje. Embora algumas pessoas possam pensar que isso não é nada demais, elas precisam saber que houve uma época em que tive certeza de que minha esposa não sentia o mesmo por mim.

Capítulo 1 [p.27] Noah se referindo a sua falecida esposa Allie (Diário de uma paixão)
[...]Sempre que eu lia para ela, era como se a estivesse cortejando, porque às vezes, só às vezes, ela se apaixonava por mim de novo, como tinha se apaixonado tanto tempo antes. E essa é a sensação mais maravilhosa do mundo. Quantas pessoas têm essa oportunidade? De que alguém que amam se apaixone por ela várias vezes.
Capítulo 2 [p.29]
Eu precisava cortejar minha mulher outra vez.

[p. 38]
- Estamos pensando em nos casar no sábado que vem.
A boca de Jane formou um pequeno O. Anna continuou falando, obviamente ansiosa para dizer tudo antes de podermos interrompê-la.
- Sei que é o aniversário de casamento de vocês... e é claro que, se não concordarem, tudo bem... mas nós dois achamos que seria um jeito maravilhoso de homenageá-los.

Capítulo 3 [p. 43]
- Jane? – consegui balbuciar.
- O quê?
Pigarreei.
- Talvez eu pudesse acompanhar você até o carro de novo um dia desses. Mesmo que não esteja chovendo.
Ela me estudou por alguns instantes antes de responder.
- Seria ótimo, Wilson.

Capítulo 4 [p.54]
- Na verdade, se não me falha a memória, não foram nem alguns dias – prosseguiu. – Assim que pusemos as últimas coisas de David no carro, começamos a dançar um foxtrote ali mesmo em frente à casa. Mas vou dizer uma coisa: os primeiros minutos foram dureza. Dureza mesmo. Às vezes eu me pergunto como conseguimos sobreviver.

Capítulo 5 [p. 79]
Enquanto observava seu rosto expressivo, fiquei maravilhado com o fato de, em algum momento, já ter beijado cada pedacinho dele. Nunca amei ninguém a não ser você, era o que eu queria dizer, mas o bom senso prevaleceu e me lembrou que seria melhor guardar essas palavras para outra ocasião, quando eu tivesse total atenção e elas pudessem ser retribuídas.

Capítulo 6 [p. 82]
- Olá, Noah – falei.
- Olá, Wilson. – ele continuou olhando para a água. – Obrigado por ter vindo.
Pus a sacola com os pães no chão.
- Tudo bem?
- Poderia estar melhor. Mas também poderia estar pior.

Capítulo 7 [p. 96]
- O que eu queria dizer é que eu acho que amo você – sussurrei.
Ela não disse nada, mas soube que tinha me ouvido quando sua boca começou a se curvar em um leve sorriso.
- Bom, você acha ou tem certeza? – perguntou ela.
Engoli em seco.
- Tenho certeza – falei. Então, querendo ser bem claro, arrematei. – Eu te amo.

Capítulo 8 [p. 114]
[...] Eu te amo, Wilson, e sei que você me ama também. E,se nós quisermos fazer nosso casamento dar certo, ambos vamos ter que ceder um pouco. Não estou pedindo que você acredite. Estou pedindo que vá comigo à igreja. Casamento é compromisso, é fazer algo pela outra pessoa mesmo que não se queira fazer. [...]

Capítulo 9 [p. 122]
- O que houve?
- Uma raiz – respondeu ele. – Passei por ela milhares de vezes, mas dessa vez ela pulou para cima e agarrou meu pé.
[...]

- Ah, não foi tão ruim assim. Um pouco de água nunca fez mal a ninguém. A pior parte foi o guaxinim, quando eu enfim acordei. Do jeito que ele me encarava, pensei que estivesse com raiva. Aí ele avançou em mim.
- Você foi atacado por um guaxinim? – Jane parecia prestes a desmaiar.
- Não exatamente. Eu o enxotei antes que ele conseguisse me morder.


[p. 128]
- Eu venho porque ela quer que eu venha.
- O cisne?
- Não – disse ele. – Allie.
[...]
- Allie quer que você dê comida ao cisne?
- Sim.
- Como você sabe?
Com um suspiro, ele ergueu os olhos para mim.
- É ela – falou.
- Quem?
- O cisne – disse ele.
Balancei a cabeça, em dúvida.
- Não entendi muito bem o que você está tentando dizer.
- Allie – repetiu ele. – Ela encontrou um jeito de voltar para mim, como prometeu que faria. Tudo que tive que fazer foi encontrá-la.


Capítulo 10 [p. 142]
- Você está linda – murmurei.
Ela se virou para mim com uma expressão de leve surpresa. Ao ver seu rosto, soube que Jane estava tentando se certificar de que tinha escutado direito. Eu poderia ter esperado sua reação, mas em vez disso fiz o que já tinha sido tão natural para mim quanto o ato de respirar. Cheguei mais perto e, antes que ela pudesse se esquivar, dei-lhe um beijo delicado, sentindo a maciez de seus lábios sob os meus.

Capítulo 11 [p. 146]
[...]Joguei mais uma fatia e, quando ele não fez movimento para pegá-la, olhei em volta para me certificar de que ninguém assistia à cena. O que eu tinha a perder? Finalmente me decidi e me inclinei para a frente.
- Ele está bem – confidenciei. – Estive com ele ontem e falei com o médico hoje cedo. Ele vai voltar amanhã.
O cisne pareceu pensar um pouco sobre as minhas palavras e, instantes depois, senti os pelos da minha nuca se eriçarem quando ele começou a comer.

Capítulo 12 [p. 158]
Na última semana, havia me concentrado em meus defeitos e dado o melhor de mim para corrigi-los. Ao longo desses dias, pensei em Jane. Dediquei-me a ajudá-la com as responsabilidades da família, Escutei com atenção tudo o que ela dizia e todas as nossas conversas pareciam uma novidade. Ri de suas piadas e a abracei enquanto ela chorava. Pedi desculpas por minhas falhas e lhe demonstrei o afeto de que ela necessitava e que merecia. Em outras palavras, fui o marido que ela sempre desejara, o homem que já fora um dia. E, como um antigo hábito redescoberto, agora entendia que isso era tudo o que precisava fazer para voltarmos a gostar da companhia um do outro.

Capítulo 13 [p.162]
- Vou dizer uma coisa: foi muito triste ver como essa casa ficou nos últimos anos. Tudo que ela precisava era de alguém que se importasse com ela outra vez. – Ele tornou a pôr os óculos com um leve sorriso no rosto. – É engraçado, mas já reparou que, quanto mais especiais são as coisas, menos atenção as pessoas parecem dedicar a elas? Parece que acham que elas nunca vão mudar. Igualzinho a essa casa. Bastava um pouco de atenção e ela nunca teria ficado tão abandonada.

Capítulo 14 [p. 178]
[...]Depois de verificar que a casa estava perfeita, completei minha última tarefa, prendendo à porta da frente um bilhete que Jane não poderia deixar de ver.
“Bem-vinda à sua casa, meu amor. A surpresa está esperando lá dentro...”
Então entrei no carro e fui embora.

Capítulo 15 [p.180]
A primeira tarefa é simples: por favor, apague as velas do andar de baixo e siga as pétalas de rosa até o quarto. Novas instruções estarão à sua espera lá em cima.


Capítulo 16 [p.108]
[...]Afinal, algumas coisas continuam iguais. De manhã, por exemplo, meu primeiro pensamento ao acordar – como sempre – é você. Muitas vezes fico deitado de lado só admirando você, vendo seus cabelos espalhados sobre o travesseiro, um de seus braços acima da cabeça e seu peito subindo e descendo de forma suave. Às vezes, quando você está sonhando, chego mais perto, na esperança de que isso talvez me permita entrar nos seus sonhos. No final das contas, foi assim que eu sempre me senti em relação a você. Durante todo o nosso casamento, você foi um sonho para mim e nunca vou me esquecer de como me senti um homem de sorte desde aquela primeira vez que andamos juntos na chuva. [...]

Capítulo 17 [p.198]
-Ela foi embora – repetiu ele com uma voz sem emoção. – Eu soube assim que acordei. Não me pergunte como, mas eu já sabia. Senti assim que acordei. Não me pergunte como, mas eu já sabia. Senti que isso tinha acontecido e quando comecei a me dirigir para o lago a sensação foi ficando cada vez mais forte. Mas eu não quis acreditar e passei uma hora chamando-a. Só que ela não apareceu. – Com uma careta, ele se empertigou na cadeira e continuou a olhar pela janela. – Finalmente, acabei desistindo.

Capítulo 18 [p. 216]
- Este nunca foi o meu casamento, mãe. Desde o começo era o seu casamento. – Ela fez uma pausa. – Por que acha que deixei você escolher tudo?
[...]
Segurei a mão dela e levei aos lábios. Um ano de preparativos, um ano de segredo tudo para culminar naquele instante. Beijei seus dedos de leve antes de olhá-la bem nos olhos.
[...]
- O casamento que eu deveria ter dado a você muito tempo atrás.

Epílogo
Aprendi que, apesar de ser fácil magoar quem amamos, é bem difícil fechar essas feridas. Mas o processo de cura dessas mágoas me proporcionou a experiência mais rica que já tive na vida, levando-me a acreditar que, embora eu nunca tenha estabelecido expectativas altas demais para ser alcançadas em um único dia, menosprezei o que seria capaz de fazer ao longo de um ano. Acima de tudo aprendi que é possível que duas pessoas se apaixonem outra vez, mesmo quando existe entre elas uma vida inteira de decepções.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Espero que você tenha gostado ... comente =D

Beijinhos e até a próxima


segunda-feira, 9 de julho de 2012

TVD 1x01 - Pilot

Direção: Marcos Siega | Roteiro: Kevin Williamson & Julie Plec

Sinopse: Quatro meses depois de um trágico acidente de carro que matou seus pais, Elena Gilbert (17 anos) e seu irmão, Jeremy (15), ainda estão tentando lidar com a dor e seguir suas vidas. Elena sempre foi uma estudante ‘famosa’, bonita, popular e sempre envolvida com seus amigos e a escola; mas agora ela luta para esconder sua tristeza. Como o ano letivo começa, Elena e suas amigas são fascinadas por um aluno novo - bonito e misterioso -, Stefan Salvatore. Stefan e Elena são atraídos um para o outro de imediato, e ela não sabe sobre os séculos de idade do garoto, de sua luta para viver pacificamente entre os humanos, enquanto seu irmão, Damon, é a personificação do vampiro bruto e violento. Agora, estes dois irmãos vampiros - um bom e um mal - estão em guerra pela alma de Elena e pelas almas dos amigos e familiares dela, além de todos os moradores da pequena cidade de Mystic Falls, Virgínia.    

Confira a promo do episódio piloto



Antes de tudo, o episódio piloto começa com uma cena que nos deixa um pouco intrigados e nos mostra como, na realidade, é um vampiro.

Stefan: "For over a century I have lived in secret; hiding in the shadows, alone in the world. Until now. I'm a vampire and this is my story." 


E com essa narração damos início ao primeiro episódio da primeira temporada desse série que me segura e me surpreende a cada novo episódio. Admito que comecei a ver por ser fascinada por vampiros, mas nunca imaginei que chegaria ao ponto em que está agora e muito menos que teria enredo para chegar a 4 temporadas.

Logo no início conhecemos Stefan, que sem enrolar nos diz que é um vampiro, e então Elena e seu diário. Agora, revendo a série, eu vejo essa Elena e comparo com a Elena que chegou na 3ª temporada e a diferença é visível, até a aparência é completamente diferente e principalmente o meu sentimento pela personagem.


Somos apresentados a melhor amiga da Elena, Bonnie, que em uma conversa casual no caminho para a escola, conta que sua avó disse que ela é médium, pois seus ancestrais eram de Salém. 


E isso me prendeu mais ainda a série. Amo bruxos e coisas sobrenaturais.

Já na escola, descobrimos um dos poderes dos vampiros. Através de seu olhar, eles conseguem nos hipnotizar. Pobre de nós, meros humanos. Vai saber se por acaso nunca fomos dominados por um ser que vive de sangue?!!

Também conhecemos Vicky (irmã do Matt), que me deixa muito puta da vida por judiar do coração emo do Jeremy (irmão da Elena), que também me irrita pois invés de largar de mão a safada (sim, eu gosto dela), ainda fica correndo atrás. E também Tyler, que era bem nojentinho no começo, se achava o gostosão e só queria o corpo nú da Vicky. Só no primeiro episódio, o Jeremy é mais pisado que tapete de boas vindas e mesmo assim, fica lá, firme e forte vendo a garota se pegar com o babaca do Ty. Isso é demais para os meus nervos.


Nessa parte, acho HIPER interessante porque: 1) Vemos outro efeito que os vampiros podem causar, nesse caso o nevoeiro e 2) a reação de um vampiro ao sentir o cheiro de sangue. Acho o máximo a mudança nos olhos e principalmente as presas, é ESSENCIAL que um vampiro tenha presas, senão nem tem graça.






Cena em que a Bonnie tem uma visão. Eu AMO as partes de bruxaria, mas o primeiro episódio não chega nem perto do que vai acontecer nessa série.




Stefan: Caroline, você e eu, não vai rolar. 
=O =O =O =O =O =O

Cena épica, conhecemos Damon, irmão do Stefan.

"Hello, Brother" ... frase que jamais será esquecida pelas Delenas de plantão.

Vicky perturbada querendo estragar o plano de manter os vampiros escondidos. Tenho pena do Matt que só sofre com essa irmã problemática, viu?!!



Katherine, a misteriosa ex dos irmãos Salvatore e que é a cara da Elena.

Sabe, eu realmente acreditava que esses dois poderiam ficar juntos. Tenho pena da Caroline, porque embora ela seja completamente insensível e sem noção nos primeiros episódios, ela precisa de alguém que se realmente goste e se preocupe com ela. No começo achei que esse alguém poderia ser o Damon, depois coloquei minhas esperanças no Tyler, mas agora torço com todo meu coração para que ela fique junto com o lindo, frio, ruim e perfeito híbrido chamado Klaus.

Ok! Talvez hoje, no final da 3ª temporada eu seja TEAM Delena, mas no começo, eu com certeza era TEAM Stelena. Aqui vou colocar alguns screencaps das cenas que me deixaram com cara de idiota, suspirando pelos cantos e me sentindo completamente forever alone.

- O primeiro encontro (pelo menos o primeiro em que a Elena conheceu o Stefan, né?!!). Acho a coisa mais fofa quando eles se encaram e ela tenta se explicar e então acontece aquela confusão na hora de se despedirem, até que Stefan, completamente cavalheiro, fica de lado e deixa ela passar e, é claro, que quando se afastam, os dois viram e se olham novamente. 

-Então vamos para o segundo momento: Na sala de aula, aquela coisa meio clichê, mas completamente fofa quando Stefan fica olhando para Elena e ela desvia o olhar, e mesmo assim ele continua a olhando completamente encantado.
- O Terceiro, e talvez o que eu mais goste, é o encontro no cemitério. Primeiro é a coisa mais linda a Elena falando e falando sem parar e Stefan prestando completamente atenção, com cara de quem está interessado e então ele manda uma que acabou com meu pobre coração. Eles se apresentam e eu morro, pode parecer besta, mas só o fato de ele ter prestado tanta atenção nela, quanto ela nele, é perfeito.
Elena: Eu sou Elena. 
Stefan: Eu sou Stefan. 
Elena: Eu sei, temos aula de história juntos. 
Stefan: E inglês e francês.
- Quarto: Elena prestes a sair, abre a porta e "PUFF", lá está Stefan pra entregar seu diário que ele NÃO leu, afinal, ele também tem o dele. Não é a coisa mais cavalheira desse mundo?!
- Quinto: Elena convida Stefan pra ir para o Grill e conversa vai, conversa vem, Caroline tentando ganhar a atenção dele, mas ele só tem olhos para a Elena. Então, Caroline fala da festa e ele só se interessa em saber se uma pessoa vai. Olha para Elena com aquela cara que nos faz surtar e pergunta: 'Você vai?'
-Sexto: Não podia deixar de citar esse menino que, embora seja humano, é lindo, cavalheiro, romântico, educado, com um coração tão lindo quanto seus olhos azuis e deixa qualquer garota sonhando em um dia encontrá-lo por uma rua, ou quem sabe, nos corredores da escola. Ele mesmo: Matt.

- Sétimo e último momento: O final, quando Elena tristemente escreve em seu diário e quando olha pela janela, lá está seu amado no jardim. Então ela o convida pra entrar e conversarem durante a noite.
Essa série realmente acaba com meu coração a cada episódio, embora, acho que da segunda temporada em diante, seja mais sofrido. E uma coisa que dá vida a série e talvez a gente não perceba tanto, é a trilha sonora. Se você assistir uma cena sofrida no mudo, com certeza não vai causar toda a emoção que ver e ouvir música ao mesmo tempo, por isso, como sou hiper boazinha, hospedei todas usadas no primeiro episódio para quem quiser download.
Silversun Pickups – Sort Of                                                         
Placebo – Running Up That Hill
Mat Kearney – Here We Go                                                                       
White Lies – Death
The Raconteurs – Consoler of the Lonely                                              
The All-American Rejects – Backto Me
One Republic – Say (All I Need)                                                                    
Bat For Lashes – Siren Song
Stars – Take Me to the Riot                                                                            
The Fray – Never Say Never
Katy Perry – Thinking of You                                                                     
MGMT – Kids


Bom, quem gostou, dá um curtir, comenta, compartilha, divulga.

Beijos e até a próxima postagem sobre o segundo episódio =]

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Compras do mês de abril


BOA TARDE!!!

Gente, quanto tempo que não passo por aqui, mas é que último ano de faculdade + emprego novo = falta de tempo. Porém, todavia, entretanto, tentarei montar a minha resenha de "Amante Eterno" esse final de semana *_*

Só dando uma passadinha rápida pra mostrar as minhas comprinhas do mês de ABRIL.

Finalmente comprei Água para Elefantes da Editora Arqueiro, o HIPER bem comentado: A maldição do tigre, também da Editora Arqueiro e Lua Azul, Terra das Sombras, Chama Negra, Estrela da noite e Infinito da coleção Os imortais da Editora Intrínseca.

Aproveitei e comprei na promoção do meu amado submarino, embora eu não tenha morrido de amores pelo primeiro livro 'Para sempre', mas irei reler e dar mais uma chance para a série.

Bom, por enquanto é isso. Voltarei em breve viu?!!

Vou fazer uma maratona de Supernatural e The Vampire Diaries pra vocês, com resenhas, screencaps e melhores falas. Então fiquem de olho.

Besos

terça-feira, 10 de abril de 2012

Capa de O filho de Netuno

Oii gente =D

Acabou de ser divulgada a capa de 'O filho de Netuno', o segundo livro da série Percy Jackson e os Olimpianos e a data de lançamento, dia 7 de maio. 

Também está rolando uma promoção da Editora Intrínseca onde os ganhadores poderão ler o volume antes de todo mundo, demais né? Para saber como participar é só seguir o @Intrinseca

Quem ainda não conhece a série e tem vontade de ler, veja a ordem abaixo:

Percy Jackson e os Olimpianos
Percy Jackson e o ladrão de raios (com filme já lançado pela FOX)
Percy Jackson e o mar de monstros (com filme previsto para 26 de março de 2013)
Percy Jackson e a maldição do titã
Percy Jackson e a batalha do labirinto
Percy Jackson e o último olimpiano

Livros complementares:
Os arquivos dos semideuses
Semideuses e montros

Os heróis do Olimpo
O herói perdido
O filho de Netuno (esse da divulgação da capa)
A marca de Atena
Livro quatro (sem título, previsto para lançar no segundo semestre de 2013 no EUA)
Livro cinco (sem título, previsto para lançar no segundo semestre de 2014 no EUA)

Livro complementar:
The Demigod Diaries (sem previsão de lançamento no Brasil)

Quem quiser ler as sinopses, saber sobre os filmes, atores e tudo mais, entre nesse site, eu super indico.
http://percyjacksonbr.com

sábado, 31 de março de 2012

TVD - 3x18 The murder of one

Direção: J. Miller Tobin | Roteiro: Caroline Dries

Sinopse: Damon e Stefan concentram-se em um novo plano que os deixará mais próximo de destruir Klaus, e rapidamente envolvem Elena, Caroline eMatt. Depois de Klaus ameaçar alguém próximo de Bonnie, ela não tem escolha senão trabalhar nos feitiços que ele precisa. Enquanto isso, Klaus e Rebekah (atriz convidada Claire Holt) encontram o perfeito motivador para convencer Finn (ator convidado Caspar Zafer) a colaborar com eles, mas Rebekah está mais interessada no seu próprio plano brutal de vingança contra o Damon. A turbulência emocional de Stefan faz com que ele entre em um conflito perigoso com Klaus e, depois, parte seu coração num momento com Elena.



Meus comentários 
completamente cheio de spoiler

KLAUSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

Ai nossa, tava com TANTA saudade do meu híbrido lindo e de sotaque surtante que não pude evitar essa reação quando ele apareceu. 

Bom, episódio dessa semana foi bem tenso né?

Tivemos a Rebekah torturando nosso Damon lindo e todas as Delenas surtando achando aquela cena da Elena salvando o amado surtante, mas era apenas um sonho. Todos choram.

Finn finalmente morreu, dei graças a Deus porque sempre o achei brochante e nem combinava com o cenário de Originais lindos e magníficos que temos. E então veio a grande bomba, ninguém pode matar os Originais, senão todos os vampiros morrem.
Eu sinceramente achei mara, pois já estava sentindo que iam matar meu Klaus ou meu Elijah e agora pelo menos, sei que os Salvatore darão um tempo.

Caroline linda sendo compreensiva. Matt e Elena sendo úteis. Rebekah sofrendo porque o Klaus vai abandoná-la e foi um sem coração e então a cena que nos deixou intrigados:

Onde foram parar as duas estacas de carvalho branco que o Alaric guardou?
Ou seja, o outro 'eu' dele voltou por causa do anel, agora dois Originais podem ser mortos e pode ser um desses dois que deu origem aos Salvatore, então todos ficam com o coração na mão para o próximo episódio.

Próximo episódio 'Heart of darkness', só dia 19/04 devido ao hiatus.

Promo legendada e estendida abaixo.
Surtei com a Rose linda aparecendo *_*

Lembrando que a fonte de todas as informações é do site Vampire Diaries brasil

sexta-feira, 30 de março de 2012

Promoção 150 seguidores

Oi gente =]

Resolvi fazer uma promoção.


Quando o blog atingir 150 seguidores, vou sortear um exemplar do livro A menina que roubava livros, que é simplesmente lindo e chorante demais. Ainda não conhece?

Sinopse: Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a Morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em "A Menina que Roubava Livros", livro há mais de um ano na lista dos mais vendidos do "The New York Times". Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade desenxabida próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido da sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona de casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, "O Manual do Coveiro". Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro de vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes.E foram estes livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. E as palavras que Liesel encontrou em suas páginas e destacou delas seriam mais tarde aplicadas ao contexto a sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, acordeonista amador e amável, e Max Vanderburg, o judeu do porão, o amigo quase invisível de quem ela prometera jamais falar. Há outros personagens fundamentais na história de Liesel, como Rudy Steiner, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, ou a mulher do prefeito, sua melhor amiga que ela demorou a perceber como tal. Mas só quem está ao seu lado sempre e testemunha a dor e a poesia da época em que Liesel Meminger teve sua vida salva diariamente pelas palavras, é a nossa narradora. Um dia todos irão conhecê-la. Mas ter a sua história contada por ela é para poucos. Tem que valer a pena.

Eu sei, eu sei, é lindo né?! Que o ganhador (a) prepare o lencinho.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*
REGRAS

1. Seguir esse blog publicamente (é só clicar em participar deste site aqui ao lado direito ->)
2. Curtir a página do blog no facebook
3. Ser seguidor do twitter
4. Morar no Brasil
5. Deixar um comentário aqui nesse post "Eu sigo o Me gusta mucho ler e quero ganhar um exemplar do livro A menina que roubava livros"
6. Preencher o formulário

SOBRE O SORTEIO

* O sorteio será realizado através do sorteie me assim que o blog completar 150 seguidores;
* É essencial que esteja de acordo com as regras;
* O vencedor (a) terá 7 dias para entrar em contato por e-mail com seus dados pessoais para ser feita a entrega do prêmio;
* O livro terá um prazo de 30 dias úteis para ser enviado.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Já está participando?

quarta-feira, 28 de março de 2012

Divulgada a capa de Amante Libertada

Good Morning people =]

Ontem para nooooossa alegria a editora Universo dos livros, divulgou a capa do 9º livro da série Irmandade da Adaga Negra, Amante libertada.


Os 8 livros anteriores são: Amante sombrio (que você pode conferir a resenha aqui), Amante eterno, Amante desperto, Amante revelado, Amante liberto, Amante consagrado, Amante vingado e Amante meu. Também temos o Guia da Irmandade, mas embora seja um adicional a série, não conta como tal.


Assim que lançar com certeza eu venho avisar ;)